10 Dicas de Como Montar um Ecommerce partindo do zero!

Um dos maiores desafios é aprender a como montar um ecommerce partindo do zero. Afinal, existe aquela visão mágica sobre o negócio e a realidade é bem diferente disso, porque a transpiração vence a inspiração.

Você se sentirá inspirado apenas 20% do tempo e precisará transpirar por 80% dos momentos. Se você é uma pessoa que gosta da determinação e está disposto a trabalhar muito, o e-commerce é para você.

É importante saber que a remuneração final depende disso e lembre-se: não tem um limite para lucrar. Dessa forma, confira a seguir como montar um ecommerce partindo do zero e ter toda a lucratividade que sempre quis.

Como montar um ecommerce partindo do zero?

A montagem de ecommerce do zero é semelhante à de um negócio comum e não pode ser realizada de qualquer forma. Sendo assim, é fundamental ter atenção e fazer um estudo para diminuir as chances de dar errado.

Existem dez dicas no mercado que auxiliam você a descobrir como montar um ecommerce partindo do zero. É primordial aprender quais são elas e abaixo veja os pontos mais essenciais de serem pensados nessa hora.

Defina um nicho

É necessário começar bem e o primeiro passo é definir um nicho de mercado para atuar, antes de mais nada. Entretanto, a escolha precisa passar por um segmento de mercado que dê lucro, tenha baixa concorrência e campo.

Para descobrir como montar um ecommerce partindo do zero, a primeira atitude é encontrar algo que você goste. A dica é pesquisar muito e saber que o nicho, assim como o produto, é essencial, mas há outros pontos.

Crie uma persona

Quando você definir o seu nicho, é primordial passar para a criação de uma persona e é importante pensar nisso. Procure saber quais são as motivações, dores e características que o seu cliente ideal possui.

Imagine uma loja de moda Plus Size masculina, a persona ficaria assim: João, 25 anos, trabalha em uma multinacional, obeso, sente dificuldade para encontrar roupas da moda, gosta de comprar online, é da classe média.

Fica claro que a persona acima topa pagar por um valor de médio para alto pelos itens básicos, concorda comigo!? Da mesma forma, você deve proceder assim para definir a sua persona o quanto antes possível.

Descubra o modelo de negócios

Existem dois modelos de negócios no mercado, o primeiro é o tradicional e consiste em ter um estoque. Ou seja, você compra de um fornecedor, armazena, vende, dá baixa, cuida da entrega e recebe o valor.

A segunda forma é o dropshipping e é diferente, porque você não precisa de fornecedor para começar. Basicamente, você escolhe um fornecedor, vê o preço dele, coloca uma lucratividade e faz a venda.

Se você escolher o dropshipping, a entrega e a garantia ficam com o seu fornecedor, porém o pós-venda é seu. Entre as duas alternativas, a realidade é que não tem uma melhor ou pior e a escolha depende dos seus critérios.

Busque uma plataforma para montar o e-commerce

Para que você monte o ecoomerce, busque uma plataforma e analise as opções existentes no mercado. Do mesmo modo, há várias boas ferramentas e uma boa pesquisa é o que te fará escolher a melhor alternativa.

Quando for optar pela mais interessante, confira o valor pago mensalmente e as funcionalidades oferecidas. A boa notícia é que, atualmente, a maioria traz um bom pacote inicial e são adequadas para aqueles que estão iniciando.

Configure opções de pagamento

Certamente é um dos pontos mais pontos mais relevantes para você entender como montar um ecommerce partindo do zero. Nesse cenário, você deve definir os aspectos ligados ao pagamento dos produtos que serão vendidos.

Há ferramentas que auxiliam a processar os pagamentos, como por exemplo: PagSeguro, MercadoPago e Paypal. Essas ferramentas permitem que o cliente insira os dados de pagamento e o cartão de crédito em poucos segundos.

O pagamento é confirmado e o pedido é liberado, possibilitando que o valor caia na sua conta bancária. Há outras opções no mercado e vale a pena pesquisar para encontrar uma alternativa que caiba no seu bolso.

Organize sua loja

É fundamental, antes de mais nada, organizar a sua loja virtual e a primeira atitude é definir o tema do site. Em seguida, insira a logo da loja e procure criar uma página Sobre, outra de contato e dar uma aparência institucional.

Outra dica importante é mudar as formas de pagamento e a dica é criar uma área de destaque para o banner. Ou seja, é útil para fazer a divulgação das promoções e dos lançamentos dos produtos, por exemplo.

É necessário criar categorias e adicionar os produtos para a sua loja virtual, de acordo com o caso. Um exemplo é que o Converse All Star precisa estar dentro da categoria “Converse”, que por sua vez estará na categoria “tênis”.

Atenção ao Checkout

Em primeiro lugar, a taxa de abandono de carrinho no Brasil é alta e está em 82%. Ao mesmo tempo, uma das razões é ter o checkout complexo, como aqueles que solicitam muitas informações e deixam os clientes indecisos.

Procure facilitar o checkout e peça apenas informações que podem ser usadas para a entrega, bem como o processamento de pagamento. A taxa de conversão de vendas, por sofrer com esses fatores, acabam sofrendo.

Ofereça mais variedade das formas de pagamento e não deixe os clientes assustados com o valor do frete elevado. Procure embutir no preço do produto e a tendência natural é aumentar as vendas com essa medida.

Use o blog para ter tráfego orgânico

Saber na prática como montar um ecommerce partindo do zero ficou mais claro, mas é importante prosseguir. Uma opção é trabalhar com tráfego orgânico para atingir mais pessoas interessadas na sua loja.

A pesquisa de palavras-chave é uma bela opção e pode te fazer ranquear no Google, por exemplo. Contudo, é necessário ter um trabalho assertivo e que tenha o foco no funil de vendas, nem sempre apenas em vender.

Por exemplo: em um ecommerce sobre moda plus size masculina, é interessante falar sobre as tendências para o verão, outono e inverno. Essa informação é essencial para fazer o cliente se acostumar com a loja.

Utilize o Google ADS para conseguir tráfego pago

Embora não seja obrigatório usar o Google ADS, a verdade é que auxilia muito a conseguir mais clientes. O trabalho consiste em criar anúncios e aparecer no Google, de acordo com as palavras-chave definidas.

Por exemplo: alguém digita “camiseta streetwear preta plus size” e aparece um anúncio de uma loja que definiu isso. No entanto, há outras possibilidades, por isso o ideal é pesquisar o que pode ser feito na ferramenta.

Divulgue nas redes sociais

Por fim, não dá mais para ficar de fora das redes sociais e saiba que a chance de vender sem elas é pequena. Além disso, o negócio precisa estar onde os clientes se encontram e a maioria deles faz uso de alguma rede social.

Nas redes sociais, saiba que dá para trabalhar organicamente, por meio de posts e chamando a participação de influenciadores digitais. Use os serviços de anúncios, uma vez que o funcionamento é parecido com o Google ADS.

Para descobrir como montar um ecommerce partindo do zero, utilize as dez dicas passadas aqui e caminhe para frente. O primeiro passo acabou de ser dado e agora é contigo!