10 Dicas Para Ser um Bom Gestor de Tráfego! Confira!

Ser um Gestor de tráfego pode ser uma boa alternativa para ganhar dinheiro. Porém, as vezes não é tão simples quanto parece, pois você precisa ter habilidade e técnica para evoluir na profissão.

Por outro lado, será que é muito complicado e difícil, para se tornar um bom Gestor de tráfego?

A resposta é negativa, pois para ser um profissional e evitar maiores problemas, a dica principal é saber que você só vai ser bom praticando. Nesse sentido, o texto traz alguns macetes que aumentam a chance de você atingir os seus objetivos.

É chegada a hora de saber quais são as 10 dicas para ser um bom gestor de tráfego agora mesmo. Os próximos tópicos auxiliam a atingir os seus objetivos e se destacar nesse nicho de mercado que é muito promissor.

Quais são as 10 dicas para ser um bom Gestor de Tráfego?

gestor de tráfego

Em primeiro lugar, um gestor de tráfego é o profissional responsável por entender o tráfego de uma forma diferenciada. Portanto, trata-se de saber o que pode ser feito para trazer mais público para o site ou mesmo blog.

Outra caraterística relevante é saber que o profissional não fica preso a apenas uma maneira de obter tráfego. O sucesso do gestor é conseguir a combinação de várias ferramentas e vale muito a pena pensar nessa questão.

Para mostrar o que um gestor de tráfego tem condição de fazer, é preciso conhecer as 10 dicas principais. Daí para frente, o ideal é colocar em prática todo o aprendizado e detalhe: essa parte é com você e tenho certeza que será a melhor opção.

1- Evite a pressa: Comece a tomar um café e espere o tempo de ranquear

Primeiramente, é crucial entender que a pressa é uma das piores inimigas para gerir tráfego e lembre-se: prejudica o processo. Sendo assim, na hora de trabalhar o público tenha paciência e saiba que tudo leva um tempo.

É difícil ranquear um site da noite para o dia e o ideal é ter paciência, calma e consistência. Logo, o primeiro passo é justamente entender do que se trata o projeto e depois tomar as devidas atitudes que farão chegar aos resultados.

2- Não cometa os erros dos demais: Aprenda com os seus “colegas” de profissão

Quando algum gestor erra, a verdade é que os outros gestores devem saber interpretar e evitar esse erro. Por exemplo: um colega de profissão monta um site e blog errado, não faz sentido repetir o erro e ter o mesmo resultado.

A melhor alternativa disponível é observar e entender como isso pode ser evitado no negócio que você gera. Em seguida, é apenas colocar em prática e conferir que foi a melhor decisão, já que traz um aprendizado eficiente.

3- Estude as melhores práticas: Livros, sites, blogs e vídeos são as melhores alternativas disponíveis

Certamente que o estudo é uma característica importante para qualquer nicho em questão. Por consequência disso, a dica principal é estudar muito e de várias fontes, descobrindo quais os pontos que são comuns entre todos.

Seja nos livros, blogs e sites são opções interessantes, porém não deixe de entender que os vídeos são positivos. Ao mesmo tempo, o ideal é conferir a fonte e saber aquilo que funciona melhor, sempre com atenção e muito critério.

4- Use o potencial do tráfego orgânico: Esse é o “feijão com arroz bem temperado” do profissional

É preciso usar o potencial que o tráfego orgânico tem e trata-se de todas as formas de atingir mais pessoas sem gastar nada. Do mesmo modo, pode ser tanto pelas redes sociais ou mesmo usando o blog e o potencial do seu site.

O gestor de tráfego deve saber disso e precisa usar as informações para descobrir aquilo que o público tanto deseja. Logo após, é apenas replicar e ir entendendo o que deu mais resultado, evitando aquilo que não traz o retorno.

5- Utilize o tráfego pago: Uma das melhores estratégias para usar como Gestor de tráfego

Para os que tiverem pressa e desejarem algo mais rápido, a melhor opção é usar o tráfego pago e o potencial. Ou seja, é referente a usar os anúncios no Google e também das redes sociais, mas vale a pena estudar as práticas.

O processo consiste em deixar a sua página ou o texto entre os primeiros resultados, aparecendo para pessoas que pesquisaram aquele termo. No entanto, também podem ter interesse naquilo que está sendo ofertado.

6- A chave está nas redes sociais: Evite ao máximo o erro de não usar essa estratégia

Uma das melhores opções disponíveis é usar o potencial da rede social e lembre-se: o uso depende de algumas métricas. Dentre as principais, resta citar um ponto: a utilização deve ser a que o seu público mais utilizar.

O segredo é fazer com que a interação aconteça e traga mais engajamento, de acordo com o que a situação mandar. Um bom gestor de tráfego sabe usar isso e consegue melhorar cada vez mais o seu perfil nas redes sociais.

7- Meça os resultados: Tudo que não é medido, automaticamente não pode ser corrigido

Para conseguir ter bons resultados, um caminho válido é medir os resultados e dá para fazer no site e blog. Até mesmo nas redes sociais, é possível saber quais ferramentas podem ser usadas, embora dê para baixar apps específicos.

No caso do site ou blog, o Google Analytics é a melhor opção e auxilia a ter uma medição muito mais eficiente. A utilização é gratuita e basta entrar no site, cadastrar o site e ter uma medição que mostre como anda o tráfego.

8- Melhore o que está dando errado: Corrigir erros é o segredo para crescer ainda mais

Nem tudo são flores e há sempre problemas, porém o mais importante é aprender a corrigir os erros. Obviamente que não é algo gostoso de ser feito, mas é necessário e esse deve o pensamento principal.

Analise os resultados e comece a melhorar, mesmo se estiverem bons e saiba: o segredo é se diferenciar dos demais. Contudo, é no erro que existe a maior necessidade de correção e por isso pense muito nessa questão.

9- Esqueça as suas preferências: Um gestor de tráfego respeita os parâmetros já criados

Todo gestor tem suas preferências e opta por algumas coisas, enquanto que em outros casos pode, ser bem diferente. Da mesma forma, a melhor opção é entender as necessidades que o projeto demanda e sem titubear.

Por exemplo: um gestor prefere o tráfego pago, mas o site demanda que seja feito um trabalho de tráfego orgânico. Para esse caso, é preciso aplicar o que o projeto demanda e pronto, esquecendo daquilo que você prefere.

10- O Google e as redes sociais manda, você obedece: Respeite os devolutivas que essas plataformas devolvem para o gestor.

Por fim, é necessário pensar em uma coisa essencial: o Google é quem manda. Em outras palavras, a melhor opção é apenas seguir e medir os resultados.

O gestor de tráfego é uma profissão e as 10 dicas mostraram que o processo requer atenção, além de muito cuidado. O segredo é estudar e se planejar para executar as funções, sem ter pressa para promover o produto do seu cliente. Não tenha medo e inicie o quanto antes, pois é o que te faz aprender na prática.